Acesse sua conta

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Nota Fiscal Eletrônica: modernização permite emitir documento de forma simples

Facilidade na emissão da NF-e

Aprofundada em conhecimentos do atual cenário tecnológico, a VHSYS torna a emissão da NF-e da sua empresa muito mais fácil e rápida!
Com a VHSYS o gerenciamento e emissão de NF-e nunca foi tão fácil.

Saiba mais sobre a VHSYS

Logo NFe



Nota Fiscal Eletronica

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um modelo de documento fiscal, de existência apenas digital, que substitui a nota fiscal impressa. O DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) não tem o mesmo valor fiscal e assim não pode substituir uma Nota Fiscal Eletrônica. Sua função é apenas facilitar a consulta da NF-e na internet para a verificação da efetiva existência ou legalidade do documento em questão.



A NF-e faz parte do conjunto de procedimentos do Projeto SPED (Sistema Público de Escrituração Digital). Atualmente, nenhum órgão, e em breve, nenhuma empresa privada, deverá aceitar qualquer nota fiscal que não seja a NF-e.

Objetivos

  • Documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços.
  • Facilitar a arrecadação fiscal.
  • Implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico.
  • Acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco.

Como funciona?

A empresa emissora gera um arquivo eletrônico que contém informações fiscais da operação comercial assinado digitalmente pelo emitente, a fim de garantir a integridade dos dados e da autoria do emissor. Este arquivo eletrônico é transmitido via Internet para a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) em que estiver localizado o emitente, que fará uma pré-validação do arquivo e devolverá uma autorização de uso, sem a qual não poderá haver o trânsito da mercadoria.

Nota fiscal: da manual à eletrônica


Nota Fiscal Eletronica

O contribuinte passou a utilizar um talão de nota fiscal a partir de 1970. Era solicitado ao Fisco junto a uma autorização de impressão de documento. As notas eram confeccionadas em blocos e as organizações necessitavam de pessoas com excelente escrita para emissão das notas claras e objetivas. A primeira forma de emissão da nota fiscal foi manual. A segunda foi mecanográfica, através da máquina manual e elétrica. As empresas necessitavam de pessoas com rapidez na digitação para a emissão de documentos.

A partir da década de 1990, a maioria das empresas passou a emitir documentos fiscais por meio de processamento eletrônico de dados. O computador veio para substituir a máquina de escrever e houve necessidade de pessoas mais capacitadas ainda para suprir a demanda das organizações.






Origem da NF-e


Teve origem em uma parceria entre o primeiro ENCAT (Encontro Nacional dos Administradores e Coordenadores Tributários Estaduais) e a Receita Federal do Brasil. A fase de projeto piloto da Nota Fiscal Eletrônica foi iniciada em 2005, compreendendo as secretarias de Fazenda de seis estados e várias grandes empresas.

No dia 15 de setembro de 2006, em Goiás e Rio Grande do Sul, foram emitidas as primeiras NF-e com validade tributária. A partir de então, a Nota Fiscal Eletrônica tornou-se um instituto oficial de controle fiscal recebido pelas Secretarias de Fazenda de vários outros estados.

Vantagens da NF-e

O Projeto NF-e implica em mudanças significativas no processo de emissão e gestão das informações fiscais, trazendo grandes incentivos. A Nota Fiscal Eletrônica proporciona benefícios a todos os envolvidos em uma transação comercial:



Contribuinte Comprador Sociedade Emissor de NF-e Administração Tributária
  • Eliminação de digitação de notas fiscais na recepção de mercadorias
  • Planejamento de logística de entrega através da recepção antecipada de informação da nota
  • Redução de erros de digitação em notas
  • Incentivo a uso de relacionamentos eletrônicos com fornecedores
  • Redução do consumo de papel
  • Incentivo ao comércio eletrônico e ao uso de novas tecnologias
  • Padronização dos relacionamentos eletrônicos entre empresas
  • Surgimento de oportunidades de negócios e empregos na prestação de serviços ligados à NF-e
  • Redução de custos de impressão e de envio do documento fiscal;
  • Redução de custos de armazenagem de documentos
  • Simplificação de obrigações acessórias
  • Redução de tempo de retenção em Postos Fiscais de Fronteira
  • Incentivo a uso de relacionamentos eletrônicos com clientes
  • Melhoria no processo de controle fiscal, possibilitando um melhor intercâmbio e compartilhamento de informações entre os fiscos
  • Redução de custos no processo de controle das notas fiscais capturadas pela fiscalização de mercadorias em trânsito
  • Diminuição da sonegação e aumento da arrecadação (total confiabilidade)
  • Suporte a projetos de escrituração eletrônica contábil e fiscal da Secretaria da Receita Federal

Quer modernizar o gerenciamento da sua empresa?

Experimente grátis

Experimente gratuitamente agora o sistema online de gestão VHSYS e
sinta como administrar sua empresa se tornará mais simples e eficaz.